quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Frank Miller diz que poderia voltar a Batman e Demolidor



Em entrevista ao blog Graphic NYC, o escritor-desenhista-diretor Frank Miller confessou que sua história com Demolidor e Batman - os personagens que mais marcaram sua carreira nos quadrinhos - não acabou e que ele não recusaria a oportunidade de fazer novas histórias com eles no futuro.


“Se você tivesse me feito essa pergunta há alguns anos, eu teria dito 'não' quanto a Batman, Demolidor, qualquer coisa”, responde Miller ao entrevistador sobre a possibilidade de retornar aos heróis. “Agora eu percebo que tenho uma espécie de amor eterno por estes personagens. Já sei até o que poderia fazer com Batman. Quanto ao Demolidor, ele vai bater na minha porta na hora certa.”


A entrevista faz uma retrospectiva da trajetória de Frank Miller, contando inclusive o momento em que ele chegou a Nova York, vindo de Vermont, e levou uma crítica absurda do ídolo Neal Adams - “você devia voltar pra Vermont e trabalhar num posto de gasolina. Você nunca vai ser bom” - até os novos trabalhos, como a graphic novel Holy Terror.


A HQ Holy Terror foi pensada como uma história de Batman, mas agora vai estrelar um personagem novo chamado The Fixer (“o consertador”), que combate o terrorismo global. Miller compara o personagem a Jack Ryan, dos livros de Tom Clancy (e dos filmes Perigo Real e Imediato, A Caçada ao Outubro Vermelho e A Soma de Todos os Medos, entre outros). E diz que ele não poderia ser Batman porque é muito mais durão:


“O Fixer quebra a coluna de um cara de propósito. Se eu fosse fazer Batman, teria que ser o Batman como ele é. Fixer tornou-se um personagem à parte e é bem mais durão. E ele vai enfrentar a Al-Qaeda. Aquela gente é louca. Aquela gente se explode e não são nada legais. São malucos”, diz Miller, complementando que a graphic novel será “a versão século XXI do Superman dando um soco em Hitler”, referindo-se a uma capa clássica das HQs.


Sobra espaço para uma rápida conversa sobre Sin City 2. O autor diz que ele e Robert Rodriguez começarão a pré-produção no início de 2011 - “pré-produção com o Rodriguez leva uns dez dias. O cara é um raio. A gente vai montar o elenco ainda no final deste ano e grande parte vai se elencar sozinho, já que tem muita gente que quer voltar”, completou.


Fonte: Omelete

Envie sugestões,comentarios e até mesmo sua Bat-historia para: bat-cast@hotmail.com