sábado, 17 de janeiro de 2009

Explicada a ausência de um game baseado em "O Cavaleiro das Trevas"

Imagem do jogo "O Cavaleiro das Trevas" para celular




"Fiasco na produção terminou em demissões e muito dinheiro perdido"

Batman - O Cavaleiro das Trevas foi o maior sucesso do ano passado nas telas e um dos maiores sucessos de todos os tempos nos cinemas. Assim, ninguém entendeu como não foi lançado um game baseado no filme, o que renderia milhões de dólares às empresas licenciantes e licenciadoras.
O site Kotaku explicou o caso em um extenso artigo sobre como o estúdio Pandemic Brisbane tentou, durante meses, criar tal adaptação e como resultado só conseguiu fechar as portas.
Segundo o site, que conversou com ex-funcionários da Pandemic, o estúdio tinha um acordo com a Warner/DC e a Electronic Arts para criar um game do Batman. Foram investidos seis meses no desenvolvimento de um título que não seria uma adaptação do filme, mas um título do herói sem qualquer relação com O Cavaleiro das Trevas.
Entretanto, quando percebeu o potencial do filme, a EA exigiu que o jogo fosse transformado em uma adaptação.
A Pandemic perdeu assim quase todo o material que havia criado nesses seis meses de desenvolvimento e começou uma corrida contra o tempo, pois os direitos sobre o personagem expiravam em dezembro de 2008.
Outro problema foi a idéia do estúdio de criar um jogo de mundo aberto - gênero no qual a equipe não tinha experiência alguma - e empregar para esse fim o engine do game ainda inédito Saboteur, não muito adequado, o que causou uma série de problemas técnicos.
Dezembro passou, os direitos expiraram, milhões de dólares investidos foram perdidos e parte da equipe da Pandemic foi despedida. Um bat-fiasco como poucos...
Felizmente para os fãs, a Eidos e o Rocksteady Studios estão trabalhando em Batman: Arkham Asylum, jogo que colocará o morcego de volta nos consoles.
Fonte: Omelete

Envie sugestões,comentarios e até mesmo sua Bat-historia para: bat-cast@hotmail.com