quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sai a conclusão de Batman R.I.P. nos EUA - e Bruce Wayne está morto.



"Batman R.I.P.", uma das bat-histórias mais comentadas dos últimos anos, chegou ao fim, com o lançamento nos EUA de Batman #681 nesta quarta-feira. E, como prometido, o final traz algumas mudanças para o bat-universo...
O restante do texto contém, obviamente, vários spoilers.

Bruce Wayne não está morto - pelo menos não oficialmente, com um cadáver para cimentar a história. Está, sim, desaparecido. O confronto final com o Dr. Simon Hurt - que diz ser Thomas Wayne, o pai de Bruce - se dá em um helicóptero sobre o rio de Gotham City, que explode (sim, o pior clichê do mundo). Sobra Asa Noturna, com a explosão à distância, observando o manto de seu mentor.
Dr. Hurt revela, antes do final, que toda a mídia de Gotham recebeu provas de crimes, perversões e abuso de drogas por parte de toda a família Wayne, bem como do mordomo Alfred - o que fecha com rumores que circularam alguns meses atrás. O material será publicado se Bruce Wayne não aceitar se unir ao grupo Mão Negra e "dedicar sua vida à corrupção das virtudes", como diz o vilão. É claro que Batman nega a oferta.
Esta e outras falas de Dr. Hurt ao longo da edição - como "eu sou o furo em tudo, Bruce, o inimigo, a peça que nunca se encaixa, desde o princípio" - já levaram alguns fãs a interpretar que o vilão é, na verdade, o Diabo. Mas a dúvida vai ficar até o vilão ressurgir. No final da edição, depois da explosão, do sumiço do corpo, etc., uma página que se passa "seis meses depois" revela que Batman está de volta para salvar um policial de Gotham. Mas quem será esse Batman?
Em janeiro, as bat-séries Batman e Detective Comics terão uma história escrita pelo ex-bat-editor e escritor Dennis O'Neil, sobre o reflexo de "R.I.P." em Gotham City. Em fevereiro, as séries terão uma história de Neil Gaiman e Andy Kubert. No mesmo mês, estréia a minissérie The Battle for The Cowl (a batalha pelo manto), escrita e desenhada por Tony Daniel, na qual será decidido o próximo Batman. Será Dick Grayson? Tim Drake? Jason Todd? Damian?
Grant Morrison, que escreveu "R.I.P.", ainda não pronunciou se voltará a escrever Batman. Embora ele já tenha dito, há alguns meses, que voltará, correm rumores de que ele foi escorraçado da DC pelo editor-chefe Dan DiDio.


Fonte: Omelete


Envie sugestões,comentarios e até mesmo sua Bat-historia para: bat-cast@hotmail.com