sexta-feira, 4 de julho de 2008

Quadrinista entra para defender Robin no próximo filme de Batman


Jeph Loeb acha que história do menino-prodígio precisa ser contada do jeito certo



Esta semana o site de fofoca StarPulse publicou uma entrevista de divulgação de Batman - O Cavaleiro das Trevas em que Christian Bale se opõe à presença de Robin nos futuros filmes da série. Pois tem gente que defende o menino-prodígio, publicamente.
Em entrevista à MTV, o quadrinista Jeph Loeb deu uma sugestão: "Separe um tempo para contar a história do jeito certo. Existe uma história de Dick Grayson, de como ele se torna o Robin, que é extremamente emotiva e útil. Robin não entende por que precisa ajudar o Batman e Bruce não entende por que está fazendo isso, já que ele não é o pai do menino. Ele não sabe o que é ser pai", começa Loeb, indicando uma espécie de fecho para a história do homem que virou super-herói para tapar a dor da perda precoce dos pais.
"Juntos, eles fazem um do outro pessoas melhores. Isso para mim seria o próximo passo", concluiu Loeb. Detalhe: ele já trabalhou muito com os quadrinhos do Morcego e escreveu a história que muitos consideram a base da continuação de Batman Begins (ou pelo menos uma história reverenciada durante a campanha viral): Batman: O Longo Dia das Bruxas.
No fórum do Omelete no Orkut a discussão já foi mais longe, e uma das conclusões é que Robin poderia aparecer e morrer em seguida, como nos quadrinhos, para reforçar o caráter de danação da inglória luta do Cavaleiro das Trevas pela limpeza de Gotham. E você, o que acha?